Olá, visitante!

Login

FIA WEC: Porsche tem duelo com Audi mas leva a melhor nas 6h de Nurburgring

Publicado em 24/07/2016 por Jessica Hajjar

Na largada da quarta etapa do mundial de Endurance foram cautelosos como deve ser em uma prova de Endurance, tanto que não tivemos nenhuma mudança nas primeiras posições das categorias, os pole positions seguiram na frente.

Com apenas 10 minutos de prova, os protótipos LMP1 já estavam dando voltas nos carros da GTE Am e é momento que os pilotos precisam de muita atenção. 

Nessa primeira hora da prova as melhores disputas estavam na LMP1 com o protótipo #7(Audi), #1(Porsche) e #8(Audi) na disputa pela liderança da prova com o protótipo #2(Porsche) encostando e a outra disputa muito boa era na GTE Pro com quatro carros, além do Aston Martin #97, os dois Ford GTs é uma Ferrari estavam numa bela disputa pela segunda posição enquanto o Aston Martin #95 disparou como os líderes da LMP2 o protótipo da G-Drive e GTE Am com o Porsche #88 tinham uma liderança tranquila. 

Logo depois da parada nos boxes o protótipo #8 da Audi pulou para a liderança da prova com o Audi #7 em segundo, a manobra aconteceu depois da rodada do Porsche #2 que perdeu o ponto de freada ao final da reta principal. 

Enquanto que no início da segunda hora de prova não tivemos mudanças na LMP2 e nem na GTE Pro, mas na GTE Am o Porsche #78 da KCMG chegou a liderança da prova.

Faltando 20 minutos para terminar a segunda hora, o Audi #8 foi para os pits e Lucas Di Grassi assumiu o cockpit do protótipo. 



No final da segunda hora de prova, a Ferrari #83 parou na caixa de brita e a prova teve bandeira amarela, e durante a amarela o Ford GT #67 pegou fogo nos boxes mas nada de grave aconteceu. 
Logo depois os dois protótipos da Audi disputavam a segunda posição da prova quando o protótipo #1 da Porsche foi para a liderança da prova. 

O líder da LMP2, o protótipo da G-Drive foi recolhido para a garagem devido a um problema, novamente um problema no protótipo nesta temporada quando eles dominavam a prova na categoria. 

No final da terceira hora tivemos mais uma bandeira amarela devido a detritos na pista com partes do protótipo #5 da Toyota, enquanto Porsche #2 era líder após parada dos outros protótipos, mas o protótipo foi beneficiado pela bandeira amarela ao ir no pit e como nenhum piloto pode passar o limite da velocidade, o protótipo voltou à frente. 



E no início da quarta hora da prova, o protótipo #4 da LMP1 teve problemas e ficou parado na pista para mais uma bandeira amarela na prova. 

Os líderes de cada classe eram Porsche #2 na LMP1, o protótipo da Signatech liderava na LMP2. 
Na hora seguinte o protótipo #2 da Porsche tocou no Porsche #88, e o carro levou a pior ficando preso na caixa de brita, com isso mais uma bandeira amarela e algumas equipes trataram de chamar seus protótipos/carros para os boxes. 

O Porsche #2 voltou aos boxes e voltou à frente do Audi #8, a partir daí o Porsche travou belas batalhas com os dois carros da Audi primeiro foi o #8 que logo se livrou, depois foi a vez do #7 e contra os dois o Porsche teve dificuldades já que sempre trocavam de posições e até o famoso porta a porta aconteceu abrilhantando prova. Porém o Porsche teve um problema na traseira do protótipo e por isso perdeu rendimento sem ter como disputar com os Audis que fizeram também uma bela disputa pela segunda posição com o protótipo #8 levando a melhor.

Mas na liderança estava o Porsche #1 que voltou a ter uma ótima performance e voltar a vencer na categoria, dando um alívio ao trio formado por Mark Webber, Timo Bernhard e Brendon Hartley que estavam precisando de um bom resultado depois do péssimo resultado em Le Mans.

Já na LMP2 depois do protótipo da G-Drive sair da prova, o protótipo da Signatech dominou e garantiu a vitória com o trio Stéphane Richelmi, Nicolas Lapierre e o filho de brasileiros Gustavo Menezes. Na segunda posição ficou o protótipo da RGR dos pilotos Bruno Senna, Filipe Alburquerque e Ricardo Gonzalez, e o pódio foi completado por Pipo Derani, Ryan Dalzier e Christopher Cumming com o protótipo da Extreme Speed. Já Pizzonia completou a prova na quinta posição na categoria com seus companheiros Tor Graves e Matthew Howson. 


Na GTE Pro a vitória ficou com a dupla da Ferrari #51, Gianmaria Bruni e James Calado garantiram a vitória na parte final e também depois de bela ultrapassagem sobre o Aston Martin #95. Mas a AF Corse garantiu a dobradinha com a dupla Sam Bird e Davide Rigon que terminaram na segunda posição. Fechando o pódio ficaram a dupla do Aston Martin #95 Nicki Thiim e Marco Sorensen.

Já na categoria GTE Am a vitória ficou com o trio do Aston Martin #98 do trio Pedro Lamy, Paul Dalla Lana e Mathias Lauda desbancando os Porsches que tinham um ótimo ritmo no início de prova, mas a segunda posição ficou com o Porsche da KCMG(Christian Ried, Wolf Henzler e Joel Camathias), e completando o pódio chegaram os pilotos François Perrodo, Emmanuel Collard e Rui Aguas.

Voltando a falar da LMP1, a segunda posição ficou com o trio Loic Duval, Oliver Jarvis e o brasileiro Lucas Di Grassi, completando o pódio ficou o outro carro da Audi com a dupla Marcel Fassler e André Lotterer.

Com relação a classificação do campeonato o trio do Porsche #2 segue na liderança(Marc Lieb, Neel Jani e Romain Dumas).
Na LMP2 a liderança é dos pilotos da Signatech com Gustavo Menezes, Nicolas Lapierre e Stéphane Richelmi.
Na GTE Pro a dupla Stefan Mucke e Olivier Pla lideran, já na categoria Am o trio François Perrodo, Emmanuel Collard e Rui Aguas está na liderança.

A próxima prova do campeonato será às 6 horas do México no dia 3 de setembro.
Fotos: Adrenal Media


Fonte: http://mundodavelocidade.com


Advertise

Próximos eventos

Mais eventos